sexta-feira, 24 de setembro de 2010

O Ensino de Ciências e a Idéia de Cidadania



A organização do ensino de Ciências tem sofrido nos últimos anos inúmeras propostas de transformação. Em geral, as mudanças apresentadas têm o objetivo de melhorar as condições da formação do espírito científico dos alunos em vista das circunstâncias histórico-culturais da sociedade. As alterações tentam situar a ciência e o seu ensino no tempo e no espaço, enfatizando em cada momento um aspecto considerado mais relevante na forma de o homem entender e agir cientificamente no mundo por meio de um conhecimento que, de modo geral, está além do senso comum.

Na atualidade, penso que a preocupação dos que investigam novos caminhos para o ensino de Ciências não está na simples superação da mera descrição de teorias e experiências científicas, nem na visão de que o conhecimento é algo que se constrói. Este último é um ponto relevante e fonte de importantes trabalhos acadêmicos, porém, tem apresentado visível desgaste como campo de pesquisa. As atenções da educação estão hoje basicamente voltadas para a idéia de cidadania e para a formação de professores com novos perfis profissionais, mestres em condições de trabalhar com uma visão interdisciplinar da ciência, própria das múltiplas formas de se conhecer e intervir na sociedade hoje.
Neste sentido, as propostas mais adequadas para um ensino de Ciências coerente com tal direcionamento devem favorecer uma aprendizagem comprometida com as dimensões sociais, políticas e econômicas que permeiam as relações entre ciência, tecnologia e sociedade. Trata-se, assim, de orientar o ensino de Ciências para uma reflexão mais crítica acerca dos processos de produção do conhecimento científico-tecnológico e de suas implicações na sociedade e na qualidade de vida de cada cidadão. É preciso preparar os cidadãos para que sejam capazes de participar, de alguma maneira, das decisões que se tomam nesse campo, já que, em geral, são disposições que, mais cedo ou mais tarde, terminam por afetar a vida de todos. Essa participação deverá ter como base o conhecimento científico adquirido na escola e a análise pertinente das informações recebidas sobre os avanços da ciência e da tecnologia.
Para você, qual o papel da ACT - alfabetização científica tecnológica - nesse contexto?


(Veja mais em http://www.hottopos.com/mirand17/prsantos.htm)


Referência: SANTOS, P. R. dos. O Ensino de Ciências e a Idéia de Cidadania. MirandumPorto (Portugal), v. X, n. 17, p. 25-34. 2006. 


18 comentários:

  1. O papel da ACT está ancorado numa situação que determina que quem não se alfabetizar nos conhecimentos científicos provavelmente não entenderá ou participara na tomada de decisões dos destinos e caminhos políticos e econômicos da sociedade, descumprindo seu papel de cidadão, tendo em vista que assuntos como manipulação genética e biotecnologia em geral por exemplo, são cada vez mais influentes no meio e no tempo em que vivemos.

    ResponderExcluir
  2. Para que a alfabetização cientifica tecnologiaca possa desempenhar um papel na sociedade e necessário que os professores busquem mais formação em novos perfins proficionais, deixando de lado o seu caderninho de folhas amareladas e possa se aprofundar nos ensinos de novas tecnologias, só assim ele podera despertar no educando um interese pela mesma, vindo a buscar meneiras de intervir na sociedade hoje, pois é na escola que o educando busca esses conhecimentos cientificos, para poder intervir na sociedade.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. É prudente que a humanidade - especificamente os setores das ciências biológicas, jurídicas e da saúde - reflita com cuidado sobre as sinalizações apontadas por Jonas a respeito do princípio da responsabilidade científica e social e da aparente impotência da ética e da filosofia contemporâneas frente ao homem tecnológico possuidor de tantos poderes não só para desorganizar como também para mudar radicalmente os fundamentos da vida. De criar a destruir a si mesmo. Ao mesmo tempo que gera novos seres humanos através do domínio de complexas técnicas de fecundação assistida, o homem tecnológico agride e desequilibra, diariamente, o meio ambiente do qual depende a manutenção futura da espécie. A AIDS, o elevado número de acidentes com mortes no trânsito, a difusão internacional das drogas, assim como diversos tipos de câncer, ou a silicose (que continua absurdamente matando trabalhadores em muitos países), são "invenções" deste mesmo homem tecnológico que oscila suas ações entre a criação de novos benefícios e a insólita destruição de si mesmo. O Brasil, por exemplo, carrega há muitos anos esta insustentável contradição ética: concomitantemente ao fato de alguns hospitais do país lograrem desenvolver cirurgias da maior complexidade técnico-científica, como transplantes múltiplos de órgãos ou delicadas intervenções intra-uterinas em corações de fetos, dezenas de adultos e crianças continuam a morrer diariamente em conseqüência de problemas que poderiam ter sido evitados através de corriqueiras medidas sanitárias.

    ResponderExcluir
  5. keite lidya 4 periodo para que tenha muitas mudanças o professor tem que estar sempre se aprimorando ou seja buscando sempre novos conhecimentos e dixando de lado a mesmise de esta sempre com o mesmo plano entra ano e sai ano com mesmo plano o professor tem que estar sempre se atualizando fazendo novos curssos ,e se enverti na sua profissão.

    ResponderExcluir
  6. Somos influenciados todos os dias por conta das inovações do mundo da ciência e da tecnologia. acredito que a ACT é para nós a válvula de escape que nos aponta um caminho mais reto para compreendermos o que muda e se transforma ao nosso redor. Neste sentido só podermos nos chamar de cidadãos comprometidos com a realidade se compreendermos o que é a realidade.

    ResponderExcluir
  7. Claudinha: Prof, deve ser trabalhada em sala de aula, pois está associada ao meio ambiente, ao nosso desenvolvimento econômico, à tecnologia na sociedade e aos recursos naturais. Esta permite popularizar o conhecimento cientifico para que este seja utilizado no dia-a-dia. O papel da escola é ajudar a sociedade entender melhor o que é ciência.

    ResponderExcluir
  8. Com cereteza é indispensavel que o aluno tenha ACT, pois assim ele poderá ter um conhecimento global do que se passa. Poderá participar das decisões políticas, economicas, ambientais e biotecnologico. É uma forma de atualizar o aluno nos acontecimentos mundial.

    ResponderExcluir
  9. Concordo que o aluno tenha ACT,pois desta maneira o aluno pode ter um conhecimento do que passa no mundo.

    ResponderExcluir
  10. formar cidadãos é uma tarefa um tanto dificil para professores em formação, na alfabetização científica a tarefa se torna um pouco mais complicada devido a se tratar de crianças em desenvolvimento, obter um resultado que favoreça as ações cognitivas das crianças para uma atuação participativa na sociedade requer um trabalho de paciencia e de longo prazo.
    bjs.

    raquel santos
    4º periodo ped.

    ResponderExcluir
  11. Boa noite professora Ana Paula...

    Falando em alfabetização tecnológica, parece algo mais dificil do que se pensa, mas apartir do momento em que o individuo se depara com a realidade do mundo atual em que vivemos, em que a tecnologia sofre os seus avanços diariamente e que a cada momento novos inventos surgem como ferramentas importantes para o acompanhamento natural em que a sociedade vive. Os alunos precisam crescer com essas inovações, que a cada dia é vivida seja na escola ou em casa através das novas tecnologias, essas informações não podem ficar escondidas cientificamente falando dos jovens alunos que crescem a cada dia com novas descobertas.

    José Augusto Maia da Silva
    4º Péríodo de Pedagogia
    FSDB

    ResponderExcluir
  12. Oi professora

    Esta sociedade aborda o papel das ciências na vida social e individual, sua necessidade e função do ensino-aprendizagem. No âmbito escolar deve direcionar as bases de uma formação voltada a criticidade dos alunos para atuarem numa consciente construção de uma sociedade democratica. Ela surgiu para que sejamos cidadãos
    capazes de se realacionar com a sociedade, e formar cidadãos autonomos pleno e consciente.

    Aidê Mattos
    4º período pedagogia.
    FSDB

    ResponderExcluir
  13. Oi professora Ana Paula

    O ensino de ciência é capaz de transformar o individuo a partir do momento em que ele conhece esse mundo tão vasto de inforamações, começando pelos grandes cientistas que deixaram grandes pesquisas e colaboraram com a sociedade deixando seus conhecimentos para que seja compartilhado com todos os individuos, por isso eu acho que é muito importante ensinar ciência para os alunos, o professor precisa sair da sala de aula e mostras esse universo que existe para os alunos, ricos em belezas naturais.

    Aldeneide Bandeira
    4º período de Pedagogia

    ResponderExcluir
  14. Atualmente tornasse necessario que todos, tanto professores quantos alunos e as pessoas que fazem parte da sociedade tenham a ACT, pois a sociedade e o mundo em geral esta em constante transformação e nós enquanto viventes temos o dever de esta sempre em processo de aprendizagem. Para então estamos apar das mudaças que ocorrem ao nosso redó porque tudo que acontece é refletido em nós mesmos.
    LUCINEIA BARROS
    PEDAGOGIA 4° PERIODO

    ResponderExcluir
  15. A transformação da sociedade está em volta da tecnologia e a escola é mais meio de proporcionar essa tecnologia, logo professores e alunos devem estar em profundo conhecimento sobre as novas tecnologias, incrementando assim aulas motivadoras e incentivadora a futuros pesquisadores.
    ROSIMARY DA SILVA OLIVEIRA
    4º pedagogia

    ResponderExcluir
  16. Não podemos negar que, para compreendermos esse mundo de informações, conceitos, fatos e tecnologias que se forma a nossa volta, e muda a todo o momento e principalmente, entender como isso interfere ou não, em nossa vida, é necessário que tenhamos uma base de conhecimento sobre ciência e tecnologia. Os conhecimentos científicos dão sustentação ao grande desenvolvimento tecnológico observado nos dia de hoje e que são os responsáveis pela transformação do ambiente e porque não dizer também, responsáveis pela transformação social.
    Não podemos falar em Ciências sem relacioná-la com tecnologia, sociedade e ambiente, podemos perceber a importância que o ensino de Ciências tem, no processo de formação do aluno para a cidadania. Este processo tem como objetivo a sua alfabetização científica para que, uma vez, tendo se apropriado dos novos conhecimentos, esse cidadão ou cidadã, possa intervir na sociedade em que vive, buscando soluções adequadas para os problemas que estejam enfrentando ou até mesmo evitar que os problemas ocorram.


    Kelly Melo – 4º período
    Pedagogia – FSDB

    ResponderExcluir